TRE-PE dá início por Caruaru à atualização de magistrados para as Eleições 2024

Curso é promovido pela Escola Judiciária Eleitoral

O TRE Pernambuco, por meio da Escola Judiciária Eleitoral (EJE), deu início a uma série de cursos de atualização de juízas e juízes eleitorais visando a preparação das Eleições 2024. A primeira rodada do curso aconteceu nestas quinta (18) e sexta-feira (19) em Caruaru (Agreste), com magistradas e magistrados eleitorais do município e das cidades circunvizinhas. Ao todo, o curso contou com 24 inscritos e teve como facilitadores gestores do Tribunal. As próximas edições acontecerão no Recife e em Serra Talhada (Sertão).

As novas resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para as eleições municipais deste ano estiveram no foco dos dois dias de curso. Questões como propaganda, combate à desinformação, registro de candidaturas, prestação de contas e julgamento com perspectiva de gênero foram abordadas pelos facilitadores do curso: Orson Lemos, diretor-geral do TRE-PE; Cícero Barreto, secretário Judiciário; Narele Coelho, assessora jurídica; Eratóstenes Hawlynson, chefe de Cartório de Catende (Mata Sul); e Marcos Andrade, chefe da seção de contas eleitorais vinculado à Secretaria de Auditoria.

Na abertura dos trabalhos, o presidente do TRE, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, destacou os desafios para a democracia com o advento de novas ferramentas digitais, como a inteligência artificial, e que a preparação da magistratura para o pleito é uma prioridade do Tribunal.

“O uso da inteligência artificial e sua relação com a defesa da democracia é um tema crucial hoje para a manutenção do Estado Democrático de Direito. E esta não é um desafio que apenas afeta os grandes centros urbanos ou grandes campanhas eleitorais. Atinge todos, indistintamente, com uma força quase impossível de ser contida”, alertou.

O desembargador Cândido Saraiva, vice-presidente e Corregedor do TRE-PE, também citou a importância do trabalho dos juízes e juízas para a estabilidade do sistema e para a construção de um processo democrático limpo e transparente. Diretora da Escola Judiciária Eleitoral (EJE), a desembargadora eleitoral Virgínia Gondim destacou o papel da escola, na formação e aperfeiçoamento dos quadros ligados à Justiça Eleitoral.

Tags:
tre
Author
Thiago Lima

Thiago de Lima Silva, natural de Salgueiro-PE, tem 31 anos. Iniciou no Rádio aos 17 anos de idade.

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Contador de visitas