‘Sejam irmãos mais velhos que acompanham’, diz Papa Francisco ao episcopado da CNBB NE2

O administrador diocesano de Salgueiro, Padre Gilson, participou da audiência.

O episcopado do Regional Nordeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB NE2) se reuniu nesta sexta-feira (20) com o Papa Francisco. O encontro marcou a conclusão da Visita ad Limina Apostolorum dos 21 pastores – arcebispos, bispos e um administrador diocesano – das províncias eclesiásticas de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, que teve início no dia 16.

A audiência com o Pontífice durou duas horas. Em entrevista ao site Vatican News, o bispo da Diocese de Garanhuns (PE) e presidente da CNBB NE2, dom Paulo Jackson, disse que foi um momento de diálogo entre “o Bispo de Roma e os bispos de igrejas particulares no Nordeste do Brasil” para partilhar “a vida e as preocupações”.

“O Papa tem um senso muito claro sobre a realidade que o nosso país vive, tem uma opinião muito clara contra todo tipo de clericalismo – essa cultura que destrói e é perniciosa. Ao mesmo tempo, o Papa nos falou de proximidade de ‘cercania’, proximidade com Deus, proximidade do bispo com o seu clero, proximidade com os outros irmãos bispos e proximidade com o povo”, afirmou dom Paulo.

Durante a conversa, os pastores do Nordeste 2 e o Santo Padre trataram a respeito da “catequese e iniciação à vida cristã; o cuidado com os pobres, as consequências da pandemia".

“Conversamos sobre a presença dos bispos como irmãos mais velhos que acompanham, que oram, que participam da vida do seu povo e com o povo de Deus. E como o povo de Deus faz a vida cristã acontecer na porção do Povo de Deus que lhe foi confiado. Saímos daqui imensamente felizes, orando pelo Papa e também com a certeza de que o Papa ora por nós”, explicou o presidente da CNBB NE2.

Comunhão, sinodalidade e colegialidade

A Visita ad Limina do episcopado da CNBB Nordeste 2 começou na segunda-feira (16) na Congregação para a Educação Católica. Desde então, o grupo visitou organismos da Cúria Romana para troca de experiências e receberam orientações da Igreja de acordo com a área dos departamentos.

De acordo com o presidente do Regional, o grupo foi a Roma, “em primeiro lugar, como peregrinos para rezar no túmulo dos Apóstolos Pedro e Paulo”. Dom Paulo destacou também as celebrações realizadas nas quatro grandes basílicas de Roma, isto é, a de São Pedro, São Paulo Fora dos Muros, Santa Maria Maior e São João de Latrão. 

“Vivemos uma experiência muito bonita de comunhão, de unidade, de partilha, de convívio, de conversas, de brincadeiras e risos, de oração, de missa. Além do mais, o Colégio Pio Brasileiro é o coração do Brasil aqui em Roma”, contou dom Paulo.

Em junho, entra em vigor o documento do Santo Padre ‘Praedicate Evangelium’, mas segundo dom Paulo foi possível sentir essa mudança proposta pelo Papa já na Visita ad Limina.

“Visitamos inúmeras congregações e dicastérios. O clima, como diz o próprio documento, é de comunhão, sinodalidade e colegialidade. Nós percebemos em cada dicastério e congregação esse movimento de abertura, de escuta, de partilha, de querer aprender, de querer escutar. Como vivem as igrejas locais e como realizam o trabalho pastoral e missionário”, concluiu o bispo.

Fonte: CNBB NE2

Fotos: Vatican News

 

Tags:
catolica
Author
Thiago Lima

Thiago de Lima Silva, natural de Salgueiro-PE, tem 31 anos. Iniciou no Rádio aos 17 anos de idade.

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Contador de visitas