UPE foi pauta de audiência pública promovida pela Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco

Saiba mais!

Nesta terça-feira, 03/10, a Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (ALEPE), promoveu uma audiência pública onde os servidores e os representantes do Sindicato dos Servidores da Universidade de Pernambuco (SINDUPE), debateram sobre a aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos servidores técnicos-administrativos da Universidade de Pernambuco (PCCV).

O PCCV é uma Lei Complementar n.º 101, de 23 de novembro de 2007, que estabelece a nova estrutura de cargos, funções e vencimentos, além de instituir instrumentos e critérios para a progressão que possibilita um melhor desempenho funcional do servidor, considerando aspecto de qualificação profissional e de titulação para o ingresso e desenvolvimento nas carreiras.

A audiência na ALEPE contou com a presença do deputado e presidente da Comissão Administrativa Joaquim Lira, os deputados estaduais João Paulo, Dani Portela, Doriel Barros, a reitora da UPE, prof.ª Socorro Cavalcanti, o presidente da SINDUPE, Ivo Costa a presidente da ADUPE, Terezinha de Jesus e os servidores da Universidade de Pernambuco que também estiveram presentes na sessão.

O PCCV recebeu mais de 3 mil votos no Ouvir Para Mudar, que percorreu todas as regiões de desenvolvimento do Estado, contando com a participação de mais de 37 mil colaboradores, onde a UPE esteve presente em todos os encontros que possuía as unidades de educação e saúde. “Em todos os momentos em que a Universidade de Pernambuco esteve ao lado do Governo para levar suas pautas, a pauta do PCCV dos servidores da instituição foi colocada.” destacou a Profa. Socorro Cavalcanti, Reitora da UPE.

A proposta que os técnicos-administrativos da instituição propuseram levar à governadora Raquel Lyra, foi montada por uma comissão formada em 2021. Além disso, outra questão citada na sessão foi a quantidade de requisição que os servidores recebem de outros órgãos, uma gratificação maior, porque os vencimentos do cargo não atingem o salário mínimo. “ Nós não podemos admitir que 769 servidores da Universidade de Pernambuco tenham uma remuneração ainda abaixo do salário mínimo e que precisem ter uma complementação para atingirem o salário.” enfatizou a reitora da UPE.

No final da audiência, o presidente da Comissão, Joaquim Lira, solicitou aos técnicos que estavam presentes na audiência, para que realizassem a elaboração do documento final para que seja acompanhado pelos representantes e também pelo governo, a fim de finalizar e aprovar nas atas dos trabalhos da reunião da Comissão de Administração Pública.

Tags:
pernambuco
Author
Thiago Lima

Thiago de Lima Silva, natural de Salgueiro-PE, tem 31 anos. Iniciou no Rádio aos 17 anos de idade.

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Contador de visitas